FANDOM


New Reality
Good Morning San Myshuno Capa S2 V1
Nome New Reality
Escrito por QG
RosaMafalda17
Data de lançamento 21 de abril de 2018
Simsérie Good Morning San Myshuno
Classificação Classificação Livre Livre

Cronologia
Temporada
Capítulo Anterior Capítulo 13: School's Bloodbath
Próximo Capítulo Capítulo 15: Rebellion
Mudou-se

Propriedade

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14: New Reality é de propriedade de QG. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.
Mudou-se

Propriedade

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14: New Reality é de propriedade de RosaMafalda17. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.


Introdução

O décimo quarto capítulo de Good Morning San Myshuno foi escrito por QG e RosaMafalda17, e as fotos foram tiradas por RosaMafalda17.

Capítulo

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (1)

— Mary: Sarah vai pagar pelo o que ela fez!
— Bloom: Como assim?
— Mary: Ela estava rindo! É claro que foi ela.
— Bloom: Vamos atrás dela.
— Kimberly: Vou com vocês, se essa tal de Sarah tem algo haver com isso, eu tenho que detê-la. Eu sou a monitora dessa escola.

Mary olhou Kimberly com pena, sabia o que a garota estava passando, e era sobrinha de Moltavo, praticamente um pai.

— Mary: Vamos lá!

Mary, Bloom e Kimberly seguiram Sarah por vários corredores desertos, e havia um ou outro aluno passava correndo de vez em quando. Sarah parou em uma porta verde do último andar, e Bloom, Mary e Kimberly a observavam da escada.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (2)

— Kimberly: Ei! O que está fazendo aqui? Esse é um andar apenas para monitores e funcionários, você tem que sair, agora!
— Sarah: Tenta me tirar!

Kimberly, com lágrimas nos olhos, avançou em Sarah e lhe deu um empurrão, Sarah bate a cabeça na maçaneta da porta verde, e sua testa começa a sangrar.

— Sarah: Sua vadia imunda! Vai se arrepender!

Sarah empurra Kimberly para longe e sai correndo. "Vocês estavam me observando", disse quando passou por Bloom e Mary.

— Mary: Ah... Kimberly, o que tem atrás dessa porta?

Kimberly hesitou, se virou para Mary e Bloom e as conduziu até o primeiro andar, onde várias pessoas ainda estavam paradas à porta.

— Amanda: Finalmente, procurei vocês em toda parte! Abee e eu estávamos pensando em... Que caras são essas?
— Mary: Eu, Bloom e Kimberly estávamos seguindo a Sarah, e ela estava tentando entrar em uma porta.
— Bloom: Mas a Kimberly empurrou ela, e agora a Sarah tem uma testa sangrenta.

Mary, Bloom, Amanda e Amy voltaram para o dormitório, elas já estavam com a cabeça explodindo de dor e queriam dormir.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (3)

No dia seguinte...

Mary fora acordada com Abee esmurrando a porta.

— Abee: MARY! BLOOM! AMANDA! AMY!

Bloom se levanta e abre a porta, Abee cai no chão, e seus olhos mostram desespero.

— Bloom: Que foi?
— Abee: A Sarah, o dormitório dela, é do lado do meu, enfim, eu ouvi ela falando ao telefone, com o pai dela.
— Mary: O que ela falou?
— Abee: Ela, o pai dela e o pai da Brittany, estão envolvidos em um desvio de dinheiro.
— Amanda: QUE!!?
— Abee: Pois é, ah, e também... Estão chamando todos os alunos para o refeitório, não sei o porquê.

Mary, Bloom, Amanda, Amy e Abee desceram juntas até o refeitório, no caminho, encontraram Justino parado, olhando para uma planta.

— Bloom: Justino?

Justino não respondeu, e continuou olhando a planta, sem piscar.

— Bloom: Ele fica mais estranho a cada dia que passa.
— Mary: Vamos.

Ao chegar no refeitório, encontraram vários alunos, todos sussurrando uns para os outros, e logo ali na frente havia uma mulher com um curto cabelo negro, olhos verdes e uma cara de Fiquem-Quietos-seus-merdinhas.

— Mulher: Eham!

Todos se calaram.

— Mulher: Bom dia! Meu nome é Lisa Link Loween, e bem, como todos devem saber, o diretor Hayow Moltavo Chapman está incapacitado de estar aqui hoje. Portanto, até segunda ordem, eu, Lisa Link Loween, vice presidente de San Myshuno, coloco o senhor Andrew Mei, como o novo diretor da escola.

Ninguém aplaudiu, e alguns olhavam Brittany com olhares raivosos, e outros diziam foi ela quem colocou Moltavo no hospital. Brittany, por sua vez, não estava feliz, pelo contrário, não parava de olhar os pés, sua aparência havia mudado, não estava mais usando roupas da moda, e seu cabelo estava tão ruim quanto o cabelo de Uniya (cheio de pontas duplas, e todo quebrado). Andrew Mei apareceu no refeitório, e sorrindo, berrou:

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (4)

— Andrew: EU NÃO VOU TOLERAR DESORDEM NESSA ESCOLA! AQUELE MOLTAVO FOI MUITO MOLE COM VOCÊS! AGORA, TODO MUNDO PARA AS SALAS DE AULA.

Vários alunos reclamaram, e Mary jura ter vista Sakura e Kathrine dando tapas na cara de Brittany, como se fosse culpa dela.

— Mary: Podem ir andando, eu tenho que falar com alguém.
— Bloom: Ok.

Bloom, Abee, Amanda e Amy saíram do refeitório, e agora só restavam Mary e Brittany com as bochechas vermelhas por conta dos tapas.

— Mary: Brittany?
— Brittany: O que você quer?
— Mary: Eu... Olha, foi você que... Sabe, fez aquilo com Moltavo?

Brittany começa a chorar.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (5)

— Brittany: Não foi minha culpa, fui obrigada, você não entende, não sei porque não entreguei ele para a polícia quando tive chance.
— Mary: De quem você está falando?
— Brittany: Do meu pai.

Mary cobriu a boca com a mão.

— Brittany: Ele, o pai da Sarah e a Sarah, estão juntos num desvio de dinheiro.
— Mary: Explique mais.

Brittany hesitou por um momento.

— Brittany: Eu tenho provas... Do meu pai fazendo uma ligação, com o pai da Sarah mas, em nenhum momento ele diz o nome do pai, não posso comprovar que o pai da Sarah está envolvido, mas sei que está.
— Mary: Mas, o que isso tudo tem haver com Moltavo?
— Brittany: O pai da Sarah sempre quis uma coisa... Uma coisa que está...
— Mary: Atrás da porta do último andar.
— Brittany: Como sabe?
— Mary: Depois digo, continue...

A porta do refeitório se abriu, e Andrew entrou com a cara vermelha.

— Andrew: EU NÃO FUI CLARO? PRA SALA JÁ!

Mary ajudou Brittany a se levantar, e juntas, foram para a sala de aula.

— Mary: Licença, professora Rose, podemos entrar?
— Rose: Claro!

Brittany se sentou no fundo da sala, sozinha.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (6)

— Bloom: Por que você estava com a Britadeira?
— Mary: Depois explico tudo.
— Rose: Prestem atenção por favor. Abee, solte esse celular... Uniya, agora não é hora da maquiagem.

Quando o sinal tocou, Mary chamou todos para o dormitório (Bloom, Amanda, Amy, Abee, Yatta e Brittany).

— Bloom: O que ela está fazendo aqui?
— Mary: Ela tem muitas informações sobre o que está acontecendo. Muito bem, Brittany, pode falar.
— Brittany: Meu Pai, o pai da Sarah e a Sarah, estão em um desvio de dinheiro, Bloom, você e Mary devem estar se perguntando, o que tem atrás daquela porta verde, bom, isso nem eu sei... Mas é valioso, e sei que cada aluno tem direito a um, Sarah não é nem aluna daqui, de verdade. Ela ameaçou o Moltavo, ele sabia do que ela era capaz, mas, como não tinha nenhuma vaga, Sarah colocou no sistema da escola, e que Amy Cascalho deveria sair da escola, para ela entrar no lugar. Mas Moltavo percebeu o que estava acontecendo e colocou Amy de volta na escola. Sei que vocês devem achar que Justino estava estranho em ficar olhando aquela planta, bom, na noite do ocorrido com o Moltavo, Justino viu Sarah tentando abrir uma pequena gaveta, que fica no vaso da planta falsa. Dentro daquela gaveta, acredito que tem a chave, que abre a porta verde do último andar. Eu fui obrigada a colocar uma coisa, não sei o que era, meu pai me deu, no chá de Moltavo. Para causar uma confusão, Sarah conseguir abrir a gaveta, pegar a chave, abrir a porta e pegar seja lá o que tenha lá dentro.
— Bloom: Por que Moltavo não chamou a polícia?
— Brittany: Meu pai tem olhos por toda essa escola, e toda a cidade, ele não se arriscaria a chamar a polícia enquanto meu pai o observava.
— Abee: Então... Por que você não chama? Ele não vai lhe fazer nenhum mal, vai?
— Brittany: Ele é capaz de tudo... Mas, quer saber, eu não ligo, vou chamar a polícia para ele sim!
— Uniya: Ouviram algo?

Todos se calaram, Mary podia ouvir alguém passando pelos corredores.

— Brittany: Melhor fazer isso no meu dormitório.
— Mary: Obrigada Brittany.

Brittany, para a surpresa de Mary, lhe deu um abraço.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (7)

— Brittany: Tchau! — Todos: Tchau!

Brittany fechou a porta ao passar.

— Abee: Isso, é muita informação para a minha cabeça.
— Amanda: Gente...
— Bloom: Diga.
— Amanda: Ela disse que ele tem olhos por toda a escola...
— Amy: Merda.
— Abee: Será que...
— Yatta: Ele nos ouviu?
— Mary: Brittany não deveria ter ido sozinha.

Alguém grita.

— Uniya: O que foi isso?
— Bloom: Parece a Brittany!
— Brittany: NÃO! NÃO! EU NÃO ESTOU MALUCA! É ELE, ELE ESTÁ... NÃAAAAAO!
— Bloom: Vamos ver!

Todos saíram do dormitório, e Abee esbarrou em Justino que começou a segui-las assim que levantou. Brittany estava sendo carregada por dois homens, e nas suas costas podia-se ler "Sanatório de San Myshuno".

— Brittany: ESTOU DIZENDO A VERDADE, ELE ESTÁ TENTANDO PEGAR AQUILO!!! POR FAVOR!!!

Andrew, que estava parado a porta disse:

— Andrew: Ela não está dizendo coisa com coisa, podem leva-la.
— Brittany: NAAAAAAAOOO, POR FAVOR, EU NÃO SOU MALUCA, SAKURA! KATHRINE! YATTA! POR FAVOR, ALGUÉM, PRENDAM ELE, AAAAAAAAAAAAAAA!!!!!

Kimberly apareceu das escadas, olhando para os lados.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 14 (8)

— Kimberly: Ela vai tirar um por um, até não sobrar ninguém... Temos que fazer alguma coisa.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.