FANDOM


Rebellion
Good Morning San Myshuno Capa S2 V1
Nome Rebellion
Escrito por QG
RosaMafalda17
Data de lançamento 28 de abril de 2018
Simsérie Good Morning San Myshuno
Classificação Classificação 10 anos 10 anos

Cronologia
Temporada
Capítulo Anterior Capítulo 14: New Reality
Próximo Capítulo Capítulo 16: Sanatory
Mudou-se

Propriedade

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15: Rebellion é de propriedade de QG. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.
Mudou-se

Propriedade

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15: Rebellion é de propriedade de RosaMafalda17. A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão ao autor para editar a página.


Introdução

O décimo quinto capítulo de Good Morning San Myshuno foi escrito por QG e RosaMafalda17, e as fotos foram tiradas por RosaMafalda17.

Capítulo

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (1)

1 semana depois...

— Mary: Olá, bom, você deve estar se perguntando: Por que o dia está tão cinza?
— Bloom: Bom, tudo começou depois da saída do diretor Moltavo, ele foi parar no hospital, mas... ele nao resistiu, uma semana depois, acabou por falecer.
— Amanda: Agora quem controla a escola é o Andrew Mei, que a transformou em um inferno. Sério, quem usa um uniforme em uma escola pra se expressar?
— Amy: Tambem, depois que a Sarah entrou, tudo ficou bem misterioso.
— Yatta: Nao podemos conversar em nenhum lugar sem desconfiar até das paredes.
— Mary: Ela está sempre de olho.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (2)

— Mary (bufando): Sério... Eu não aguento mais isso.
— Bloom: Eu já me acostumei.
— Abee: Como consegue se acostumar com algo assim!?
— Uniya: Eu entrei aqui pensando que meus sonhos iam se tornar realidade...
— Abee: Não podemos ficar aqui...
— Bloom (gritando): E o que quer que a gente faça??!! Lute?? OLHE BEM, NAO PODEMOS FAZER NADA!

Abee olha para os pés, e começa a chorar. Mary percebia a tristeza no olhar de Bloom, ela também não aguentava aquilo. Elas realmente precisavam lutar.

— Amanda: Mary, recebeu notícias dos seus pais?
— Mary: Antes do pai da Brittany tirar os nossos celulares? Sim, o padrasto da Uniya conseguiu uma casa. Está tudo bem agora!
— Abee: Acho que estamos falando um pouco alto...

Bloom se levanta e fecha a mão.

— Bloom (gritando): QUE SE DANE, EU TO É ME FODENDO PELO QUE A SARAH MONITORA VAI FAZER! — Mary (narrando): Ah, a Sarah virou a nova monitora da escola.

De repente, a porta do refeitório se abre, e uma Sarah de rosto vermelho aparece e anda em direção a mesa do meio.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (3)

— Sarah (para Bloom): Não tem medo?? Olha bem o que você fala garota!

Sarah aponta o dedo para o nariz de Bloom.

— Bloom (irritada): Tire essas salsichas velhas da minha cara!

Mary colocou a mão na boca quando Sarah levantou a outra mão e deu um tapa na cara de Bloom.

— Sarah: Agora, vê se fica quieta, e coma seu... Ugh, brócolis.

Sarah sai do refeitório, rebolando, achando que tá arrasando.

— Bloom (gritando): OU O QUÊ??? VAI ME MANDAR PRA UM SANATÓRIO? IGUAL FEZ COM A BRITTANY?

Sarah para, respira e solta uma risada.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (4)

— Sarah: Quem sabe?

Sarah sai do refeitório, deixando todos em silêncio. Entretanto, Bloom se ajoelha no chao, indignada.

— Abee: O que foi?

Bloom se levanta e começa a gritar.

— Bloom: O que foi??!!! ELA ACABOU DE CONFESSAR QUE FOI ELA!!!!
— Uniya: E...? Ninguém gravou, perdemos. De novo...
— Bloom: Esse é o problema.

Bloom se levanta, e sobe na mesa do meio, como se fosse uma rebelião.

— Bloom: Olhem bem, alunos, todos viemos para essa escola por um motivo, tornar nossos sonhos realidade!! É assim que querem viver pelos próximos anos????

Uma garota baixinha, provavelmente do primeiro ano, sai do meio da multidão.

— Garota: Moltavo me encorajou, e ele acreditou em mim quando ninguem mais acreditou.
— Mary: Ele fez o mesmo comigo.

Várias pessoas começaram a concordar.

— Amanda: Eu torci meu tornozelo quando fui me apresentar pra ele, e mesmo assim, fui aceita.

Bloom começa a ficar mais animada.

— Bloom: E então?? ESTÃO COMIGO??!!!

Todos começam a gritar, em apoio a Bloom. Gritavam palavras do tipo "Sai Andrew Mei!". Porém, essa gritaria nao durou 5 minutos. Andrew Mei, o novo diretor entrou correndo no refeitório, quebrando a porta, e seu rosto estava vermelho de raiva.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (5)

— Andrew: O QUE SIGNIFICA ISSO?

Todos os alunos correram para fora do refeitório, exceto Bloom, que foi a ÚNICA que continuou em seu lugar.

— Andrew: E então? Você é a responsável por essa bagunça?!

A maioria dos alunos, voltaram a passos leves para espionar Andrew dando uma bronca em Bloom. Todos esperavam que ela fosse ficar com medo, porém...

— Bloom: Sim, fui eu. Algum problema?
— Andrew: O QUE PENSA QUE ESTAVA FAZENDO? VOCE VAI PAGAR POR ISSO SUA.... VADIA.

Bloom começou a rir.

— Bloom: Ninguém aqui gosta de você, e nem das suas regras. Por que você nao pega essa sua bunda gorda e sai daqui?
— Andrew: Já chega!
— Bloom: Finalmente, agora, o que? Vai me levar para a secretaria?

Bloom já ia descendo da mesa quando Andrew a segurou.

— Bloom: Ei! Me solta!
— Andrew: Não. Já vi que você gosta de ficar de pé e fazer uma cena, né? Então é assim que vai ficar. Pelos próximos dias.
— Bloom: O QUÊ??!!!
— Andrew: Isso mesmo que você ouviu. Você so vai poder sair para fazer suas provas.
— Bloom: Mas e quando eu quiser usar o banheiro??!!

Andrew estalou os dedos, e Sarah entrou com um balde.

— Andrew: Aqui.
— Bloom: Ok. Eu não tenho medo de você.

Bloom subiu novamente em cima da mesa e cruzou os braços.

— Andrew: Para a sala de aula!!! TODOS!!!!! Menos a srta. Bloom.

Todos sairam do refeitório, olhando para Bloom.

— Andrew: Muito bem.

Andrew vai para sua sala, sorridente.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (6)

De tarde...

— Rose (voz de tédio): Muito bem, se vocês olharem bem para essa imagem, vão ver...
— Uniya (cochicho para Abee): Quando foi que a aula da professora Rose ficou tão chata?
— Abee: Nao sei, geralmente é a dela em que eu mais me divirto.

A professora solta vários suspiros a cada fim de frase.

— Rose: Ok, agora vou fazer a chamada... Amanda?
— Amanda: Aqui.
— Rose: Abee?
— Abee: Aqui
— Rose: Amy?
— Amy:... eu.
— Rose: Bloom?

Houve um silêncio.

— Rose: Onde está a Bloom? Eu vi ela hoje cedo...
— Justino: Você não ficou sabendo?
— Rose: Sabendo? Sobre o que?
— Uniya: O diretor Andrew obrigou ela a ficar de pe em cima da mesa do refeitório... Até ela desistir.
— Rose: O QUE???!!!!! Isso é uma pegadinha??
— Mary: Bem que podia ser.

Rose respira fundo e dá um soco na mesa, assustando os alunos.

— Rose: Aquele... CRETINO! ELE FOI LONGE DEMAIS. Queria que C_ estivesse aqui para me ajudar!
— Amanda: Quem?

Rose olha para Amanda e fica vermelha.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (7)

— Rose: Ahmmmmm.... Ninguém.
— Abee: É aquele seu namorado?
— Rose: Hehehhhhhhhhh...
— Uniya: Meu deus, professora, você vai ficar de segredinhos ou vai ajudar?!

Rose abre a porta da sala e olha em volta, para ver se tinha alguém ouvindo.

— Rose: Ok, eu vou contar... Mas antes, alguém precisa ficar de vigía. Vocês sabem, eles sempre estão de olho.

Sakura levanta a mão e vai para a porta, onde fica observando.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (8)

Enquanto isso, os alunos que estavam escrevendo, se juntam, e escutam a professora Rose.

— Rose: Não é oficial, ainda. Mas podemos dizer que é meu namorado, Clyde.
— Mary: O que ele faz?

Rose hesita por um momento.

— Rose: Ele é um agente da DLEIHS.

Uma garota de cabelo roxo coloca a mão no peito, com um olhar apaixonado.

— Garota: Ser uma agente da DLEIHS sempre foi meu sonho!

Um garoto magricela (Nunno) solta uma risada alta.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (9)

— Nunno: Olha pra você. É uma garota, e mulheres foram criadas pra limpar a casa.

Todas as garotas olham para Nuno e ele sai correndo para o fundo da sala.

— Rose: Continuando... Eu estava pensando em chamar ele, para investigar isso tudo. Ia ser mais fácil se tivéssemos uma prova.
— Yatta: Mas temos uma.
— Uniya: Temos?
— Abee: Ate temos mas... Essa prova está presa em um sanatório.
— Mary: A nao ser que...
— Uniya: O que?
— Yatta: Poderíamos sair de madrugada.
— Mary: O problema é a Sarah...

A garota de cabelo roxo levanta a mão e todos olham para ela.

— Garota: Olha, Sarah pensa que somos amigas, ou seja, sei tudo sobre ela... Isso inclui a hora que ela vai dormir.

Todos os alunos olham para Rose.

— Rose: Ok, vou ligar para ele. Agora mesmo.
— Sakura: Ihhh, agora não da... A Sarah ta vindo aí.

Todos os alunos voltam correndo para seus lugares e então Sarah entra.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (10)

— Sarah: Hmm, estou atrasada? Você nao liga né, Rose.

Sarah passa por Rose, pisando em seu pé. Todos olham para Sarah, com ódio.

— Sarah: O que foi? Pode continuar sua aulinha fajuta.

5 minutos depois, o sinal toca.

— Sarah: Que pena, sabe Rose, você tem que aprender a resumir essa sua aula.

Sarah sai da sala antes de todos, pisando nos pés de Rose novamente. Quando todos chegam no refeitório se deparam com Bloom, que tem os olhos vermelhos e a perna trêmula, e o balde estava quase na metade.

— Bloom: Eu nao devia ter bebido tanto suco...

Depois que o squad todo pegou a comida, foram se sentar, de preferência em uma mesa que não tivesse um balde de xixi. Quando foram se sentar na mesa do canto, foram interrompidos por Sarah.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (11)

— Sarah: Nem pensem em mudar de lugar.
— Amanda: O quê?
— Sarah: Ah, eu não disse antes? Nova regra de última hora: todos os alunos devem se sentar na mesma mesa que sentaram hoje cedo.
— Mary: Não.
— Sarah: Como disse?
— Mary: Eu disse não.
— Sarah: Escuta aqui seu projeto de aborto, quem você pensa que é pra falar comigo assim?!
— Mary: E quem você pensa que é para nos tratar assim?
— Sarah: Eu sou a dona dessa escola.

Sarah joga a bandeja de comida no rosto de Mary, e a empurra na mesa, fazendo com que Mary batesse as costas no banco de pedra.

— EI!!!! — gritou alguém do outro lado do refeitório, que era Tristan. Ele sai de perto do grupo de amigos e vai direto ao corpo caído de Mary.

— Tristan: Mary, você está bem?
— Mary: Sim, so me leve para a enfermaria...
— Sarah: Assim perte toda a graça da coisa....
— Bloom: Ei, Sarah. Cuidado.

Sarah se vira e vê Bloom, com o balde na mão. Todos os alunos que estavam por perto, se afastam de Sarah no momento em que Bloom joga o balde na garota. Sarah solta um grito agudo, sai correndo do refeitório e todos começam a rir e depois fazem barulho de nojo: "Ela jogou urina no refeitório..."

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (12)

6 horas depois, na enfermaria...

Mary está sentada, desacordada, com a enfermeira Gabbrielle do seu lado, coletando sangue. Cinco minutos depois, Mary acorda com um susto da porta batendo.

— Gabbrielle: Ah, você acordou, finalmente. Achei que ia ter de mandar aquele garoto embora.
— Mary: Q-que garot-to?

Uma cortina se abre, e Tristan estava ali, com um sorriso perfeito no rosto.

— Mary: T-Tristan?

Tristan ri e vai em direção a Mary.

— Tristan: Como está se sentindo?
— Mary: Estou com... ai, algumas dores nas costas.
— Gabbrielle: Humph, você vai ficar aqui por uns 3 dias.
— Mary: 3 dias?????? MAS NÃO DÁ, AMANHÃ EU E MINHAS AMIGAS VAMOS...
— Tristan: Vão o quê?
— Mary (bufando): Nada...

Mary olha Tristan e fica vermelha.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (13)

— Mary: E então, como você está?
— Tristan: Ah, como sempre. Eu sinto muito, Mary.
— Mary: Sente muito?
— Tristan: Eu vi a Sarah caçando briga com você, e fiquei sentado.
— Mary: Não tem que se desculpar. Você não sabia que ela ia me empurrar.
— Tristan: Mesmo assim, eu me senti mal.
— Mary: Tristan...
— Tristan: O quê?
— Mary: Você se importa tanto assim comigo?

Tristan fica vermelho por um tempo.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (14)

— Tristan: Mary eu... Eu, tipo... Ah, que se dane.

Tristan segura o queixo de Mary, e lhe dá um longo e quente beijo. Para Mary, foi estranho por um momento, mas depois, foi como andar de bicicleta, ela se sentiu livre. Depois que o beijo acabou, Tristan se levantou, assustado.

— Tristan: Me desculpa, eu não devia ter feito isso...
— Mary: Não não, foi perfeito.
— Tristan: Não é por isso...
— Mary: O que foi então?
— Tristan: Eu estou namorando a Sarah...

Então foi como se Mary caísse de sua bicicleta.

— Tristan: Me desculpe Mary, eu preciso ir.

Tristan sai correndo da Enfermaria. Depois que Tristan saiu, Mary ficou ali, sentada, pensando: Como pude ser tao idiota?! Ela respirou fundo, contou até dez, fez para si mesma um juramento.

— Mary: Nunca mais vou confiar nos garotos.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 15 (15)
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.