FANDOM


New School
Good Morning San Myshuno Capa S1 V1
Nome New School
Escrito por QG
RosaMafalda17
Simlloween
Data de lançamento 11 de março de 2017
Simsérie Good Morning San Myshuno
Classificação Classificação Livre Livre

Cronologia
Temporada
Capítulo Anterior Capítulo 1: Hello San Myshuno
Próximo Capítulo Capítulo 3: Sailor Stars
Mudou-se

Propriedade

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2: New School é de propriedade dos seguintes usuários:

QG / RosaMafalda17 / Simlloween

A menos que a edição seja construtiva ou de poucos detalhes, peça permissão aos autores para editar a página.


Introdução

O segundo capítulo de Good Morning San Myshuno foi escrito por QG e Simlloween, as fotos foram tiradas e a escrita foi corrigida por RosaMafalda17.

Capítulo

Chegando em San Myshuno, Mary ficou maravilhada com todas aquelas luzes fortes e enormes prédios e as maravilhosas barracas nos eventos. Logo ali na frente, havia uma placa dizendo de boas vindas a San Myshuno e lá mostrava que as inscrições para o concurso de moda do ano estavam abertas.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (1)

— Moltavo: Então, Mary, você já fez aula de canto ou algo assim?
— Mary: Não, minha família nunca foi de ter muito dinheiro... Minha avó cantava para mim e eu aprendia com ela, mas, ano passado ela acabou falecendo.
— Moltavo: Meus pêsames... Mary, ao chegar na escola, um garoto de óculos "Fundo de Garrafa" vai estar na porta esperando todos os novatos, ele vai acompanha-los até uma sala aonde serão testados para descobrir em que sala você deve ir, não se preocupe, os jurados não são tão malvados como dizem.

Mary olhava para os lados e via que todos em San Myshuno estavam alegres. Em uma rua, alguns adolescentes pinchavam o muro de uma velha senhora que, para a surpresa de Mary, não foi reclamar com os mesmos. Ela estava vestida com um casaco de couro e um boné para trás e estava fazendo sinais com as mãos para os adolescentes. Em uma praça, haviam pessoas que meditavam de um lado e no outro, protestavam ao chamar o prefeito de corrupto, crianças brincavam de esconde-esconde, e adultos leiloavam móveis, em que um homem barbudo ruivo tentava cobrar 144 simoleons por uma poltrona cheia de baratas dizendo "Poltrona de Massagem em Promoção". Eram duas da tarde quando Mary chegou à Escola de Artes de San Myshuno. Era enorme, com grandes pilastras dos lados e tinha uma enorme porta de vidro azul claro na frente.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (2)

Moltavo diz para Mary se juntar aos outros novatos que estavam sentados em bancos de espera, e só faltavam mais 3 minutos para eles realmente conhecerem a escola por completo. Os três minutos se vão e um garoto de óculos "fundo de garrafa" chamado Weasly Carrot pede a todas que o sigam.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (3)

— Weasly: Sejam todos Bem-Vindos a E.A.S.M., aqui vocês vão entrar no caminho para se tornarem estrelas. Nenhuma ideia é jogada fora, tentamos ao máximo transformá-las em ótimas ideias. Vocês vão me acompanhar até o auditório onde uma mulher vai chamar cada um em ordem alfabética para mostrarem que vocês merecem estar aqui, e ir para uma das melhores turmas.

Ao chegarem no auditório, todos se sentam e uma mulher alta de cabelo curto, pele morena vai ao palco e diz:

— Mulher: Quando ouvirem seus nomes, vocês se levantam, cumprimentam os jurados e digam o que vão fazer, nos surpreendam.

A mulher pega um papel e chama Amanda Gobblom. Assim, uma garota baixinha e magrela vai tremendo-se toda ao palco e diz gaguejando que vai fazer uma dança, porém, a garota fica nervosa e estressada, e acaba caindo e torcendo o seu tornozelo.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (4)

— Jurado Lowen: Muito obrigado, Amanda. Por favor, aguarde lá fora até o final do teste.

Mary não estava prestando atenção em ninguém até que uma garota chamada Bloom Camargo sobe no palco. Uma menina bonita, de cabelo azul, anda confiante, e carrega consigo um violino.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (5)

Bloom dá um show e os jurados até a aplaudem e dizem a mesma frase que disseram para a Amanda. O próximo nome é Brittany Mei, e Mary até levanta mais a cabeça ao ouvir o sobrenome da família que expulsou os tios da própria fazenda deles. Brittany faz um solo de uma música chamada Fallen da Simanescense.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (6)

Após 20 minutos o nome de Mary é chamado e ela se levanta, e todos olham para ela com um olhar crítico. Lowen então diz:

— Jurado Lowen: Pode começar Srta. Lemonhood, boa sorte!

Mary fica paralisada com todos olhando para ela e dando risadinhas, ela então respira fundo e canta She Wolf, uma música composta pela cantora Sim.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (7)

Todos ficam boquiabertos e se levantam para aplaudir Mary, que quase chora de emoção.

— Jurado Lowen: Muito obrigado, Mary, por favor espere até o final.

Se passam duas horas e o último garoto se apresenta, então uma voz no alto falante diz:

— Voz: Atenção alunos, no corredor a sua direita temos dormitórios, cada um de vocês vai dividir com outros 3 alunos o mesmo quarto, aguarde seu nome ser chamado e iremos entregar o número de seus quartos.

O nome de Mary é chamado juntamente com o nome de Bloom Camargo, Amanda Gobblom e uma garota gordinha e loira chamada Amy Cascalho.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (8)

O quarto de Mary e as outras meninas é o número 447, e as quatro pegam seus pertences e vão direto para lá. O quarto é grande, com paredes cor lilás e um chão de madeira clara, e há 4 camas. Amy dorme na cama ao lado e Amanda e Bloom ao lado de Mary.

— Bloom: Eu vi você cantando, você foi demais! Meu nome é Bloom, Bloom Camargo, é um prazer conhecer você, espero que sejamos grandes amigas.

Amanda solta uma risadinha e diz:

— Amanda: Bloom? Esse é seu nome? Hahaha, tipo, você veio da escola de fadas de Magix? Você é uma das Winx?
— Bloom: Escuta aqui ó tornozelo, é melhor você ficar de bico calado que você não sabe mesmo com que está se metendo, eu sei como tratar garotas como você.

Amanda treme toda e fica calada.

— Mary: Será que fomos todas para a mesma sala?
— Bloom: Ah sim, eles me deram uma carta com informações de nossas salas.

Bloom lê a carta dizendo:

— Bloom: Tornozelo, você na sala 3d das 8h às 12, corredor N3 no 2º andar. Gordinha, sala 4 das 9h às 13h, e por fim eu e Mary estamos na mesma sala que a... Amanda.

Bloom revira os olhos porque não foi com a cara da Amanda.

— Amy: Eu estou indo para a lanchonete, alguém quer vir comigo?

Todas concordam balançando a cabeça e vão até a lanchonete, que está lotada de pessoas. Amy pega um prato com bolo de chocolate e cobertura de morango, e enquanto a mesma andava algo acontece: alguém coloca o pé na frente de Amy que acaba caindo, sujando sua roupa nova e seu rosto com o bolo. Umas garotas na mesa ao lado começam a rir, e a que colocou o pé na frente é nada mais nada menos que a Brittany Mei.

— Brittany: Volta pra favela, subúrbio.

Bloom, indignada, dá um soco na cara de Brittany. Amanda e Mary ajudam Amy a levantar e a levam para o banheiro. Brittany estala os dedos e duas garotas aparecem, uma de olhos orientais e a outra da pele muito escura. A oriental puxa o cabelo de Bloom enquanto a outra soca sua barriga. Depois, os seguranças da escola separam a briga e levam as duas garotas para a sala do diretor.

— Brittany: Se eu fosse você, cabelo d'água, não me metia em lugar que não fui chamada. Passar bem.

Bloom vai para o quarto aonde Amy está chorando, enquanto Mary e Amanda tentam fazê-la parar.

Good Morning San Myshuno - Capítulo 2 (9)

— Amy: O que aconteceu depois que cai? Eu não vi quem foi, meus olhos estavam cheios de glacê.
— Bloom: Não se preocupe, eu dei um soco na cara daquela vadia.
— Amy: Obrigada, pela voz, acho que é a tal de Brittany Mei, estou certa? Quando eu estava vindo eu vi as pessoas fazendo protesto, chamando o pai dela de corrupto, ele é o prefeito de Winderburg e San Myshuno, nem sei como.
— Mary: Eu também vi, o que será que ele fez?
— Amanda: Dizem que ele...
— Bloom: Cala a boca tornozelo... Dizem que ele aumenta o aluguel de vários locais e fica com o dinheiro pra ele.
— Mary: Ele aumentou o aluguel da fazenda de meus tios.
— Bloom: Aquela vadia, se ela cruzar meu caminho...
— Amy: É melhor não fazer nada, ela tem nossas vidas nessa escola, nas mãos dela.
— Bloom: Ela não tem essa audácia...
— Mary: Eu não teria dúvidas, pelo visto, ela vai pegar no nosso pé.

Todas se olham e começam a pensar bastante. Ali estava Mary em uma nova escola, em uma nova cidade, com amigas e inimigas novas, em que não é tudo perfeito mas dá pro gasto. Nenhum problema pode destruir o sonho de ser uma grande estrela da música, e muitos desafios ainda estão por vir. Para que Mary alcance seu objetivo, ela passará por poucos momentos bons e muitos ruins...

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.